Inicio

Bem vindos ao Psicologia Viva, um blog destinado a mostrar como a psicologia pode ajudar  em sua vida, além de oferecer serviços de conhecimento online e dicas para melhorar  sua alto-estima. Atendemos também em consultório,  com profissionais formados em psicologia e psicopedagogia. Oferecemos palestras, cursos e workshops em nosso espaço!

Mas, afinal, o que é psicologia?

Psicologia, etimologicamente significa “estudo da alma”, pois os gregos, ao se debruçarem sobre tal estudo, acreditavam que o ser humano possuía uma parte material (corpo) e uma imaterial (alma).
A Psicologia estuda todos os aspectos do funcionamento interno da mente, como a memória, os sentimentos, o pensamento e a percepção, bem como de funções de relação, como o comportamento e a fala. Estuda também a inteligência, a aprendizagem e o desenvolvimento da personalidade. Alguns dos métodos utilizados em Psicologia são a observação, a recolha de histórias pessoais e a utilização de instrumentos de avaliação de funções cognitivas, como a inteligência e a personalidade.

O que é Psicoterapia?

Antes de mais nada, a psicoterapia é um processo de autoconhecimento, ou seja, promove um maior desenvolvimento da percepção que o indivíduo tem de si mesmo, de seus comportamentos, pensamentos e sentimentos. Nem sempre as pessoas conseguem fazer essa auto-observação, e sofrem porque muitas vezes desconhecem as razões de seu agir, pensar ou sentir-se. A isso, pode-se seguir uma sensação de vazio, raiva ou frustração.

Há uma enorme variação entre as pessoas quanto ao grau de autoconhecimento que possuem, pois essa habilidade vai sendo adquirida de acordo com a história de vida de cada um, que o fez estar mais ou menos atento a si mesmo, por razões diversas.

A psicoterapia não se resume ao tratamento dos sintomas já manifestos, e não há nenhuma restrição para se recorrer à psicoterapia em qualquer momento da vida em que o indivíduo sinta necessidade de se engajar em tal processo. Pelo contrário, ela busca fornecer subsídios para que a própria pessoa, entendendo melhor suas características, potencialidades e limites, previna a ocorrência de problemas psicológicos maiores.

Quando é recomendado procurar um Psicólogo?

A função da psicoterapia é proporcionar o encontro do ser humano com ele mesmo.

No dia a dia passamos a desempenhar papéis sociais (aluno, amigo, irmão, pai) filho entre outros) que nos levam a comportamentos que algumas vezes não gostaríamos de emitir, mas que são necessários para a boa convivência.

Nossos valores e crenças ficam um pouco esquecidos o que acaba gerando conflitos internos que proporcionam o aparecimento de comportamentos “anti-sociais” que são denominados de sintomas.

O terapeuta deve ser procurado quando os sintomas estiverem impedindo você de realizar suas tarefas de forma prazerosa ou tornando seus relacionamentos complicados e tumultuados.

Sentimentos de impotência, menos valia, falta de iniciativa, dores constantes sem causa física comprovada, insônia ou excesso de sono podem ser um indício de que algo está errado com você, neste caso um Psicólogo poderia auxiliá-lo no reencontro com seu verdadeiro eu.

Psicoterapia infantil: o que é e quando procurar?


A psicoterapia para crianças deve acontecer quando os pais percebem que seu filho vem apresentando questões, dificuldades ou comportamentos que ultrapassam suas possibilidades de solucionar ou mesmo lidar com elas. Sempre haverá sinais que serão percebidos pelos pais: um comportamento mais retraído ou mais agressivo; dificuldades de aprendizagem; desinteresse por coisas que gostava antes; dificuldade de se relacionar com os amiguinhos; sono ou apetites alterados.

É muito comum as dificuldades emocionais serem percebidas pela escola, pois este é o espaço social onde a criança passa grande parte do seu dia. E é muito importante que os pais tenham uma relação positiva e de confiança com a escola, mantendo os canais de comunicação abertos para que as partes conversem e troquem informações, pois o maior benefício será da criança.

A psicoterapia se desenvolverá através da ludoterapia, ou seja, pelo brincar, pois é pelo brincar que a criança se comunica e expressa seus sentimentos, situações que a incomodam, já que ainda é pequena para verbalizar suas dificuldades como os adultos. Por exemplo: uma criança que faz xixi na cama numa idade onde já deveria controlar (a partir de 3/4 anos)ou rói unhas, está demonstrando um nível de ansiedade por algo que está acontecendo a sua volta e que ela não está conseguindo lidar ou muitas vezes entender, como a briga ou separação dos pais, o nascimento de um irmão, mudança da família para outro bairro ou estado. Na ludoterapia a criança vai expressar este medo que a assola e poderá entender o que se passa, diminuindo a ansiedade e extinguindo os sintomas.

Não devemos temer procurar ajuda, pois quanto mais resistimos, mais alongamos o problema e sua conseqüente solução.


Psicologia e seus campos de atuação


Psicologia Clínica

Sem dúvidas, a mais famosa área de atuação da Psicologia, tanto que muitas pessoas ainda se admiram ao descobrirem que existem outras possibilidades de prática psicológica. A Psicologia Clínica estuda maneiras de lidar com os problemas humanos. Entenda-se por “problemas humanos” aqueles originados do individuo enquanto um ser social – seus métodos podem incentivar o aparecimento ou aperfeiçoamento das capacidades de relacionamento e ajustamento intra e interpessoal, de aprendizagem e leitura do mundo e da realidade das pessoas. A Psicologia Clinica também é adequada ao tratamento de problemas mais complicados como as psicopatologias e os psicossomáticos (que são doenças/sintomas orgânicos com causas psicológicas).


Psicologia do Esporte

A Psicologia do Esporte estuda os fatores emocionais que afetam a performance dos atletas e os efeitos do esporte para o bem-estar psicológico dos indivíduos. Ansiedade, concentração, motivação, desenvolvimento interpessoal e intrapessoal são algumas das questões trabalhadas pelo psicólogo esportivo. Em termos de desenvolvimento mundial, podemos colocar o ano de 1986 como um divisor de águas em termos de difusão e avanço da Psicologia Esportiva, com a fundação de várias organizações significativas em todo o mundo. O Brasil apesar de em termos de desenvolvimento estar bem aquém da produção europeia/norte americana, já conta com cerca de 900 profissionais atuando na área, se consolidando como líder da America Latina no campo.


Psicologia Escolar

Basicamente o Psicólogo Escolar age como um facilitador do processo ensino-aprendizagem, atuando junto a direção e coordenação da escola, professores, funcionários, estudantes e pais. Apesar de muitos ainda confudirem, a Psicologia Escolar não é Psicologia Clínica ou Psicopedagogia dentro da Escola. A atuação do Psicólogo escolar é mais macro, e visa trabalhar a instituição como um todo, sempre dentro de uma perpectiva crítica.


Psicologia Social

Estuda a influência e os processos cognitivos gerados pela interação social, ou seja, das conseqüências psicológicas e sociais advindas do ser humano viver em sociedade. Sobre determinado ponto de vista, poderíamos considerar toda Psicologia como sendo Psicologia Social, afinal todos somos humanos que vivem em sociedade. Mas a Psicologia Social guarda especificidades que a asseguram como campo autônomo da Psicologia, a saber, a ênfase na investigação da reciprocidade individuo x sociedade. Também abordaremos neste tópico, outros campos práticos advindos deste estudo como a Psicologia Comunitária.


Psicologia Organizacional e RH

O psicólogo organizacional esta preocupado em estudar e atuar como facilitador das relações entre pessoas e organizações, contribuindo para o desenvolvimento de ambas. Para tanto, intervém nos processos de trabalho, na cultura organizacional, nos intercambios comunicativos e muitos outros elementos da realidade institucional.


Psicologia da Saúde e Hospitalar

Psicologia da Saúde e Psicologia Hospitalar são dois campos distintos, mas bastante entrelaçados. Enquanto a Psicologia da Saúde busca uma visão mais macro da Saúde (com questões relacionadas a saúde pública, epidemiologia e política), a Psicologia Hospitalar enfatiza a atuação do psicólogo dentro do Hospital.


O que é Psicopedagogia?

Todos nós aprendemos de forma diferente, uns aprendem mais rápido, outros mais devagar, uns são mais visuais, outros auditivos, por exemplo. Há também diferentes formas de ensinar. Os atos de aprender e ensinar estão tão interligados que não é possível mais separá-los dentro do processo educacional.

Como se aprende/ensina? Porque alguns aprendem outros não? Qual a origem da dificuldade em aprender determinado conteúdo/habilidade? São algumas das perguntas feitas pela Psicopedagogia. Seu objeto de estudo são os atos de aprender e ensinar, levando em conta o ser que aprende, ensina, modifica e é modificado, em sua singularidade.

A Psicopedagogia surge da necessidade de compreender o processo educacional de uma maneira interdisciplinar, buscando para este desafio fundamentos na Pedagogia, na Psicologia e em diferentes áreas de atuação. Podem ser muitas as razões que determinam o sucesso ou o fracasso escolar de uma criança, como: fatores fisiológicos, psicológicos, sociais ou pedagógicos.

A Psicopedagogia Clínica busca investigar as possíveis dificuldades no processo educacional – observando os aspectos físicos, sociais, emocionais e cognitivos – e intervir de modo a remover ou minimizar as barreiras que impedem ou dificultam a aprendizagem. O Psicopedagogo realiza entrevistas, avaliações, atividades lúdicas e diferentes instrumentos para identificar estas barreiras. Ele intervém orientando os pais, os professores e ajuda o próprio indivíduo (ou grupo) a conhecer seus mecanismos de aprendizagem, entendendo-o como sujeito ativo e protagonista deste processo.



Anúncios

Responses

  1. Gostei bastante do texto,pois sintetizou com clareza os tópicos abordados.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s